Damas de Paus (Neon Cunha)

As Despejadas

Compositor: Não Disponível

Quando eu me reconheci
Eu estava sozinha e não havia dúvida
E eu já tinha pênis
E o pênis nunca foi problema para eu ser mulher
Me parece que o problema é com o outro
Eu não preciso ter um X aparelho para sangrar
Mulher sangra o tempo todo!
Mulher é barganhada o tempo todo, não tem
Não posso usar fator biologizante para dizer
Só aquela mulher sangra
Todas nós sangramos para existir

Ninguém chorou
Pela Trans caída
Enxergaram apenas
O sujeito que tinha
O desejo de ser ela (o desejo de ser ela)
O desejo de ser ela (o desejo)

Esse é o país que mais mata transexual no mundo

Opiniões matam!
Não quero ser superior, nem inferior
Quero ter liberdade humana de ser eu

E isso me é negado
Minha cor (minha cor)
Minha fé (minha fé)
O meu jeito de amar

Pênis é um pedaço tão pequeno, né
Para por uma vida em jogo, né

No jogo da vida quem dita as regras?
Quem disse que era certo?
Quem me chamou de feia?
Quem me agrediu a noite?
Justificou a violência e condenou a minha dor?
Vou ser dama de paus
Vou dar as cartas
E ser dama de Paus

E é isso é um jogo de cartas marcadas
De quem decide quem vai ganhar o jogo
E quem não vai ganhar o jogo e quem não vai
E a grande questão é que a Dama de Paus
É mais que o valete nessa hora

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital