Saravá

As Despejadas

Compositor: Marinheiro Navio Negreiro e Vitória Silva

Navio negreiro no fundo do mar
Correntes pesadas na areia à arrastar
A negra escrava se pôs a cantar
Saravá minha mãe Iemanjá

Trago na pele a cor de uma luta
Rebeldia dos pés ao cabelo
O meu gingado é movimento de batalha
As minhas correntes
São as malditas catracas
Catracas que me prendem no local
O meu defensor
Capitão do mato fardado
Mas a minha luta é preta
Por uma paz menos branca!

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital